Associação de Pesquisadores em Arte Sequencial

Ultimas Postagens
Destaques e Notícias
CONFIRA TUDO O QUE ACONTECEU NO III COLÓQUIO REGIONAL SUL  EM ARTE SEQUENCIAL

CONFIRA TUDO O QUE ACONTECEU NO III COLÓQUIO REGIONAL SUL EM ARTE SEQUENCIAL

Mesa sobre protagonismo feminino na cultura pop

Por Maiara Alvim

Aconteceu entre os dias 13 e 14 de Outubro, o III Colóquio Regional Sul  em Arte Sequencial. Trata-se de um evento anual, surgido como uma troca de experiências e socialização de pesquisas, com o intuito de agregar pesquisadores e entusiastas das artes sequenciais (entendidas pelo grupo em um sentido mais amplo, que vai além dos quadrinhos, englobando animações, cinema e outros tipos de narrativas afins). Além disso, o colóquio tem a intensão de promover um mapeamento de pesquisas, estabelecer de vínculos e e possibilitar a troca de experiências, podendo, assim, fortalecer as pesquisas na área. A edição deste ano ocorreu na Faculdades EST, na cidade de São Leopoldo/RS, e foi promovido pelo Grupo de Pesquisa em Arte Sequencial, Mídias e Cultura Pop - também conhecido como Cult de Cultura (o qual é vinculado ao PPG da Faculdades EST), em associação com a ASPAS. Nossa associação também se fez presente em publicações lançadas e vendidas no local e com as presenças de associados na organização do evento, e enquanto palestrantes e comunicadores.

O evento iniciou-se com a conferência da mestra Beatriz Sequeira de Carvalho, mediada pelo organizador do evento e membro da ASPAS professor doutor Iuri Andréas Reblin. A palestra teve como temática o processo de legitimação cultural dos quadrinhos, tema da dissertação de mestrado da pesquisadora, e foi bastante instigante e relevante para todos estudiosos da área - o que se evidenciou pelas perguntas feitas pela plateia.

O evento seguiu com um momento de socialização entre os participantes, com dinâmicas, compartilhamento de experiências e lançamento de livros, alguns publicados em parceria com a ASPAS. Dentre tantas atividades, o destaque certamente ficou com a chegada da heroína Mulher Maravilha - ou melhor, da cosplayer Angel, que conversou com os participantes sobre suas experiências e trajetória. O ponto mais emocionante de sua fala foi, certamente, quando Angel comentou sobre o episódio de ataques virtuais que sofreu por conta de sua roupa de Mulher Maravilha. Seu relato foi seguido da exibição do filme Mulher Maravilha - com direito a pipoca e guloseimas - seguida de discussão sobre protagonismo feminino na cultura pop, com a presença da associada ASPAS, mestranda da ECA - USP, colaboradora do MinasNerds e do IlumiNerds, Dani Marino, e com problematizações feitas pela Profa. Dra. Kathlen Luana de Oliveira, docente do IFRS - Campus Osório. Com esse debate tão rico e construtivo, encerraram-se as atividades do primeiro dia.

A programação do sábado concentrou-se nas socializações de pesquisas tanto na parte da manhã quanto da tarde. Alguns membros da ASPAS fizeram-se presentes falando a respeito de seus trabalhos. Após as apresentações, seguiu-se o encerramento do evento, com convite para a edição do ano que vem. Também foram feitas entrevistas com alguns participantes, que falaram um pouco sobre seus trabalhos e responderam perguntas sobre seus livros, séries, filmes e heróis preferidos, além de falarem seus posicionamentos no velho debate "Marvel ou DC?".